O 2º Trimestre: das 13 às 27 semanas (ou será que é 26? 28? poucos se entendem, eheh)

Há sempre alguma inconsistência em relação aos trimestres…umas entidades afirmam que o segundo trimestre vai até às 26 semanas, outros  27, 28…bom, decidi seguir o guia que me parece mais correto. Iniciei a escrita deste post com 25 semanas, mais próximo das 26; a minha barriga parecia estar com intenções de esticar ainda mais, mas penso como??! A verdade é que este trimestre é surpreendente por isso mesmo: aparecimento da barriga de grávida! E a que velocidade!!
Tenho tentado levado a gravidez da forma mais tranquila possível, ainda que surjam momentos de incertezas e receios, momentos de dor ou noites com alguma agitação. Temos de aprender a lidar com isto. Decidi portanto, fazer a minha vida o mais normal possível – com os cuidados devidos porque esta é uma fase que assim o requer – e continuando a explorar o que se passa no meu corpo e como me posso adaptar da melhor forma.

Photo by eatitcru

A minha experiência neste segundo trimestre permite-me partilhar contigo algumas dicas para poderes usufruir desta fase o mais tranquila possível – lembra-te que todas as gravidezes são diferentes, o que as torna tão únicas! O mais importante é aproveitar a jornada contabilizando todos aqueles momentos de felicidade que vais sentir agora que já começas a sentir a “criaturinha” a mexer dentro de ti 😊

Vamos começar pela ALIMENTAÇÃO/NUTRIÇÃO neste trimestre:

clica nas imagens para aumentar

O aumento de peso, se tiveres um IMC normal, poderá ser de 0.4kg por semana neste segundo trimestre. Pessoalmente só notei na barriga, o resto manteve-se até agora. Lê esta publicação para compreenderes melhor o ganho de peso expectável durante a gravidez.

HERBALISMO SEGURO: SEMPRE sob orientação e supervisão de um especialista. Apesar destas plantas serem já estudadas na gravidez é necessária cautela no seu uso para se evitar intoxicações:

Para POTENCIAIS DESCONFORTOS que surjam durante este trimestre (lembra-te que cada gravidez é singular, portanto explora ainda mais sobre o que se passa no teu corpo nesta fase):

Lembra-te que existem desconfortos expectáveis e relativamente fáceis de gerir: lê este artigo e consulta as figuras informativas que te deixo em seguida.

No entanto, existem outros que são sinais de urgência e estarás mais segura se consultares um médico imediatamente (tais como hemorragia vaginal ou perda de líquido pela vagina, mesmo que em pequena quantidade, corrimento vaginal com comichão, ardor ou cheiro não habitual, dor abdominal/pélvica contínua e forte, arrepios ou febre superior a 37,8º C, dor ou ardor ao urinar ou sensação que não consegue parar de urinar ou presença de sangue na urina, vómitos persistentes, dor de cabeça forte ou contínua, subida da tensão arterial, aumento acentuado do peso num curto espaço de tempo e inchaço repentino dos pés, mãos ou rosto).

 A minha experiência nas urgências da maternidade foi relacionada com o mioma que decidiu inflamar às 19 semanas e não me deu tréguas durante dias; sabia que era o mioma – as dores eram intermitentes e localizadas. Depois das técnicas primárias terem falhado tive de ir consultar o médico para verificar se estava tudo bem (fugimos às 6 da manhã de Espanha em direção à maternidade no Porto!); a preocupação adensa-se e queres, claro, ter a certeza de que o bebé está bem. Os médicos sugeriram abraçar a ideia da “aguento-terapia”, pois o mioma poderia continuar a dar que fazer, no entanto o bebé ficaria bem! Bom, não penso bem assim…mãe sem dormir, com dores, o bebé sentirá isto de alguma forma…isto preocupou-me, mas estava tão cansada que só pensava em dormir!! Na verdade, o que aconteceu foram mais dois dias de dor moderada, uso de cinta, paracetamol e descanso. Depois, puf!! O mioma está lá, mas é como se tivesse adormecido…nunca mais se manifestou, nem está a crescer!

Em relação a outros desconfortos, posso dizer que na minha experiência tudo se resumiu a dois dias de azia, intolerância em dias de maior calor (tenho as tensões baixas, portanto cuidado extra! Ainda o obstetra queria que tomasse aspirina…risco de tensões altas não é comigo apesar de ter 35 anos, portanto declinei com consciência), tonturas e taquicardia relacionadas com postura – sentada ou em pé – e com o bebé em determinadas posições que faziam mais pressão sobre os vasos sanguíneos maiores, mudar de posição de dormir entre lado esquerdo e direito algumas vezes durante a noite (dor muscular na região glútea, chamada sacroilíaca, que passa com descompressão e movimento) e alguns pontapés mais fortes do bebé.

Não te esqueças de contar com:
– A segunda ecografia por volta das 21 semanas; a primeira em que o Tomás esteve; coitadinho, com esta história do Covid e ele a trabalhar em Espanha ainda não tinha tido hipótese de assistir a nenhuma eco. Sugiro perceber atempadamente as datas e se o pai pode assistir!

– Consultas com médico de família e obstetra; acabei por ser seguida na maternidade do Porto ao invés do hospital que me tinha sido sugerido, após pedido ao meu médico de família de transferência visto não ter gostado do modos operandi do hospital inicial (não vou dizer aqui qual). Os tempos de espera para consulta podem ser longos, mas o atendimento é bom.

– Segundas análises com PTGO (prova de tolerância à glicose oral) por volta das 24-26 semanas – pensei que me fosse custar mais a beber, mas o sabor a limão e o facto de estar fresquinho ajudou; sugiro que reserves no mínimo 3 horas para estas análises, entre dar entrada e tirar o cateter.

– Crescimento acentuado da barriga e, se fores como eu, um bebé bastante ativo!! Isto significa que deves dar especial atenção à hidratação da pele e à comunicação com o teu bebé – sim, conversar com a barriga, ouvir música que te disponha bem, etc. Para hidratação expeimenta óleos vegetais (de preferência biológicos e obtidos por expressão a frio) tais como o de amêndoa, côco, rosa mosqueta, jojoba (mas vai alternando entre eles); se não resultar bem contigo, experimenta manteiga de karité ou cremes com ceramidas (Eucerin, Barral, ISDIN, etc).

– Tempo para caminhadas e alguns exercícios alongamentos e reforço muscular localizado e orientado (sugiro dares atenção às pernas e braços que podem depois levar mais tempo a recuperar a forma antiga, se no teu caso também reduziste bastante as modalidades de atividade física). E lembra-te de respirar fundo e pausadamente com regularidade!

– Planear as vacinas: seja da gripe, COVID-19 (fiz a minha 1ª dose às 23 semanas; além de dor muscular local, tudo tranquilo), tosse convulsa por volta das 28 semanas ou outras que necessites; como meu tipo sanguíneo é A Rh- sugeriram-se no centro de saúde e maternidade fazer a imunoglobulina para fator Rh para evitar incompatibilidades sanguíneas (acontece quando o pai é Rh +); no meu caso, felizmente, o Tomás também é Rh -, o que após análise detalhada do meu risco decidi recusar a toma da vacina. Discuti este assunto com o obstetra, que concordou na base do conhecimento do tipo de sangue do pai. Cada caso é um caso, portanto sugiro avaliarem bem a necessidade se forem grávidas Rh -.

 

Além destas dicas, existem sites em que te podes inscrever, adicionando a data de concepção, e receber informação bem curiosa sobre cada semana em que te encontras; recomendo por exemplo o babycenter.com (mas existem outros em português).

 

Se só agora chegaste ao site da Semente e ainda estás a planear engravidar ou descobriste que estás grávida há pouco tempo, tira tempo para ler os meus outros posts nestes dois assuntos – Fertilidade Natural & Gravidez 1º Trimestre – e fala comigo para compreender como podes otimizar o teu corpo e mente para esta fase tão graciosa.

Comentário

A Semente é um projecto multidimensional que reúne Terapias Naturais, Coaching de Nutrição e Saúde, a cozinha e estúdio FoodLab e outras extensões que estão neste momento a germinar. Pretende-se com este projeto partilhar as ferramentas necessárias para uma vida mais saudável, completa e equilibrada.

+351 968 138 712     Porto

Semente Health Coaching © 2021. Todos os direitos reservados. Design por Susana Reis. Política de Privacidade. Termos e Condições.

Carrinho
  • Sem produtos no carrinho.